sexta-feira, 29 de abril de 2011

BC projeta alta de 2,2% no preço da gasolina em 2011

O Banco Central (BC) reavaliou sua estimativa para o preço da gasolina este ano. De acordo com a ata da reunião da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada hoje, a projeção subiu de estabilidade para alta de 2,2%, em virtude dos aumentos ocorridos em 2011. A expectativa da autoridade monetária é de que o preço do gás de botijão não sofra alteração ao longo do ano.

A autoridade monetária ampliou também sua previsão para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados. Para este ano, segundo o cenário de referência do BC, esse grupo de itens deverá subir 4,3% - na reunião de março do Copom, projetava-se uma alta de 4,0%. Esse conjunto de preços, de acordo com os dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e citados na ata, correspondeu a 28,83% do total do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março. Para 2012, também levando-se em conta o cenário de referência, a projeção para o conjunto de preços administrados passou de 4,3% para 4,4%.

O BC optou por manter as projeções de reajuste das tarifas de telefonia fixa e de eletricidade para o acumulado em 2011. Assim, elas permanecem em 2,9% e 2,8%, respectivamente. "Os choques identificados, e seus impactos, foram reavaliados de acordo com o novo conjunto de informações disponível", afirmaram os diretores do BC no documento divulgado hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário